Veja como fazer uma visita pelas fábricas de carros no País

TOYOTA – A marca japonesa também fornece visita nas unidades de São Bernardo do Campo, Indaiatuba e Sorocaba, todas no Estado de São Paulo. Cada uma tem foco em uma experimentação. Na de SBC são visitas institucionais, em Indaiatuba na linha de produção e em Sorocaba com foco Ecológico e na linha de produção.


Atualmente, só o Centro de Visitantes de Sorocaba está em funcionamento, SBC e Indaiatuba estão em manutenção. Em Sorocaba, as visitas começam a partir dos 6 anos, em Indaiatuba a partir dos 15 anos e em SBC a partir de 11 anos. O tamanho dos grupos variam entre 1 a 40 pessoas, dependendo da visita. Para agendar, é via toyota.com.br/programa-de-visitas. A visita é gratuita.


CHEVROLET – A GM tem visitas nas fábricas de São José dos Campos (SP), São Caetano do Sul (SP) e Gravataí (RS). As visitas ocorrem também somente durante a semana e está aberto a grupos estudantis, fãs e clientes, além de fornecedores e parceiros.


O tour tem cerca de 1h30 de duração e varia conforma as atividades das fábricas. As solicitações tem que ser enviadas a uma das áreas estratégicas da companhia, como RH, Engenharia, Marketing ou Comunicação, por exemplo, que vai se encarregar de realizar a organização. A visita é gratuita.


HYUNDAI – Na fábrica de Piracaba (SP), a Hyundai Motor Brasil tem programa de visitação aberto ao público em geral. Os grupos mais comuns são de escolas de ensino médio e técnico, universidade e associações. Os grupos são de, no mínimo, 20 pessoas e os visitantes tem que ter mais de 14 anos.



Com cerca de 1h30 de duração, as visitações precisam ser agendadas pelo e-mail hmb.visita@hyundai-brasil.com. A agenda da fábrica é aberta durante o mês de novembro para o próximo ano. Infelizmente, para 2019 a agenda já está fechada. A visita é gratuita.


MERCEDES-BENZ – Nas fábricas de São Bernardo do Campo (SP) e Juiz de Fora (MG) a empresa tem um programa batizado de “Por Dentro da Mercedes-Benz”. Lá o programa é direcionado a alunos de escolas técnicas e de ensino médio de todo o País.


As visitas, com cerca de 2h30 de duração, ocorrem às quartas-feiras em SBC e às terças-feiras em Juiz de Fora. Na fábrica do ABC paulista é durante a manhã, das 9h às 11h; já na unidade mineira é das 13h às 15h30.


Eles podem conferir os processos de produção de caminhões nas áreas de motores, cabine e a linha de montagem final dos ‘brutos’. Na planta de São Bernardo do Campo está instalada a linha 4.0, mais moderna, informatizada e com itens mais tecnológicos disponíveis para a indústria. As visitas são gratuitas.


HONDA – Tanto na fábrica de automóveis em Itirapina (SP), quanto na de motos, em Manaus (AM), a Honda aceita solicitações de visitas pontuais à fábrica. Os grupos podem ser formados por universitários, fornecedores, governo e imprensa. A empresa também realiza, para os mesmos grupos, visitas ao parque eólico Honda Energy, em Shangri-lá, no Rio Grande do Sul (RS). As visitas são gratuitas e o agendamento é com a área de contato.


FIAT/JEEP – A Fiat-Chrysler mantém programas de visitas nas duas fábricas, de Betim (MG) e Goiana (PE). Em Betim ele é batizado de “Ponta a Ponta”. É voltado a grupos universitários e estudantes do ensino técnico.


Os grupos tem entre 15 e 20 pessoas e as visitas ocorrem durante a semana, na parte da manhã.Os visitantes passam pela área de prensa, funilaria, montagem final e a pista de testes, onde são realizados testes de validação da montagem. Cada visita duram cerca de 3 horas.


Na fábrica da Jeep, em Goiana, a visitação é destinada também aos mesmos grupos. Lá elas ocorrem de segunda, terça, quinta e sexta-feira. Nos períodos da manhã e a tarde e a visitação tem duração estimada de 1h30.


Para realizar o agendamento, a Fiat e a Jeep colocam à disposição um link nos site ou via e-mail: fiat.com.br/institucional/programa-de-visitas e na Jeep visitajeep@fcagroup.com. As visitas também são gratuitas.


FORD – A Ford tem um programa semanal na fábrica de Camaçari, na Bahia. É a fábrica responsável pela produção da linha Ka e também do EcoSport. Passa a ser a única com o fechamento iminente da linha de São Bernardo do Campo (SP), já anunciado para o final do ano. As visitas são gratuitas e priorizam grupos de escolas, universidades, cursos técnicos, entre outros.



CAOA e CHERY – O Grupo Caoa oferece visitação em suas duas fábricas, de Jacareí (SP) e de Anápolis (GO). Nas plantas de onde saem os produtos da Caoa Chery e Hyundai, como o Tiggo 3, ix35, Tucson, entre outros. Os grupos interessados em realizar uma visita as plantas tem que entrar em contato com a área de Recursos Humanos, por e-mail.


EM BREVE

JAGUAR LAND ROVER – A Land Rover tem uma fábrica em Itatiaia, região serrana do RJ, onde ainda não tem um programa estruturado de visitas. Mas a marca está estruturando seu programa de visitações até o final do ano. A visita terá grupos mensais, guiados por engenheiros da fábrica e até um teste de direção dos veículos Land Rover ao final da visita.


BMW – A BMW afirmou que tem um programa de visitas na fábrica de Araquari (SC), mas que está reformulando todo o processo e voltará a abrir datas no segundo semestre de 2019.

  • Fonte: Jornal do Carro /
  • Autor: Redacao /
  • Data: 24 maio 2019
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS