Novo Jeep Compass 2022 tem série especial S; veja o preço

Por dentro, o SUV feito na fábrica de Goiana, em Pernambuco, estreia um novo painel bem mais moderno que o anterior. Há duas telas de 10 polegadas, uma atrás do volante para o quadro de instrumentos e demais dados de bordo, e outra para a moderna central multimídia que oferece até conexão sem fio com as plataformas Android Auto e CarPlay.


Com processador mais rápido e maior capacidade de armazenamento, a nova central multimídia da Jeep tem tela de 8,4 polegadas na versão Sport, e ganha 10,1 polegadas a partir da Longitude. O sistema com a tela maior vem com internet da TIM e o Adventure Intelligence, nova plataforma de serviços conectados da marca, que vai exigir uma assinatura mensal.


Além de serviços em tempo real, como localização e central de atendimento, o Adventure Intelligence permite acionar remotamente o motor pelo celular (função Remote Start). Assim, é possível ligar o ar-condicionado antes de embarcar. O usuário também pode enviar um destino para o GPS. E a central tem integração com a assistente virtual Alexa, da Amazon.


Entregas a partir de junho


Por causa do sucesso na pré-venda, a Jeep anunciou que toda a produção do novo Compass em abril e maio já estão vendidas. Dessa forma, quem adquirir o modelo a partir desta quarta-feira (28) só receberá o SUV no início de junho. É nessa época que outro rival do Compass vai estrear: o Volkswagen Taos, que entrou em produção na Argentina.


Com motor 1.4 turbo flex, o Taos vai disputar vendas diretamente com a nova versão turbo flex do Compass. Mas a Jeep acredita que o caminho para se manter na liderança está pavimentado, já que o SUV pernambucano dispõe também das versões 4×4 a diesel, que, por ora, serão exclusivas do modelo na categoria, uma vez que o Corolla Cross é flex ou híbrido.


Versões a diesel já são metade das vendas


Segundo a Jeep, o mix de vendas do novo Compass deve ficar com 60% para os modelos flex e 40% para as versões a diesel. Estas seguem equipadas com o motor 2.0 turbo TD350 de 170 cv e 35,7 mkgf de torque. Havia a expectativa de aprimoramentos para superar os 200 cv, mas o conjunto não sofreu alterações, e preserva inclusive o câmbio de nove marchas.


Para Alexandre Aquino, responsável pela marca Jeep, a participação dos modelos flex pode ser até maior por causa da novidade do motor 1.3 turbo. Entretanto, uma apuração exclusiva do Jornal do Carro mostra que a participação das versões a diesel vêm crescendo. Era de 35% em 2017, subiu para 44% em 2020 e, neste ano (até março), responde por 52% das vendas.


Preços e Versões


Sport flex – R$ 139.990


Longitude flex – R$ 154.990


Longitude+ 80 Anos – R$ 162.990


Limited flex – R$ 176.990


Série S flex – R$ 187.990


Longitude 4×4 diesel – R$ 196.990


Longitude+ 80 Anos – R$ 204.990


Limited 4×4 diesel – R$ 216.990


Trailhawk 4×4 diesel – R$ 216.990

  • Fonte: Jornal do Carro /
  • Autor: Diogo de Oliveria /
  • Data: 29 abril 2021
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS